Imagem capa - Como Surgiu:
Autoral

Como Surgiu: "A vida com Microcefalia"

Muito antes de falar sobre a exposição, preciso voltar um pouco o tempo quando meu filho Miguel ainda estava na barriga da Bruna (minha esposa).



Contratamos uma Doula, a Maria Aparecida. Até aqui tudo ok, Miguel nasceu e tudo certo com ele, o parto e todo decorrer do trabalho de Doula.



Agora mais recente, já com 9 meses de vida do Miguel, a Maria Aparecida (que tem um sobrinho com Microcefalia) entrou em contato comigo dizendo que faz parte de um grupo de mães que têm filhos com Microcefalia e que esse grupo gostaria muito de fazer uma exposição fotográfica para chamar atenção da imprensa, sociedade e políticos. Antes mesmo dela continuar explicando eu já havia comentado com a Bruna (minha esposa) que eu tinha interesse de fazer um projeto autoral com o tema "invisíveis", que retratasse algo que convivemos mas não "vemos" ou damos alguma atenção (por não fazer parte da rotina e dia a dia da maioria das pessoas.



Tudo certo, o convite foi feito e aceito no final de Março! Detalhe que eu já tinha uma viagem programada para Abril e outros compromissos de trabalho da minha empresa de fotografia Sampaio Ricci. Criamos então um grupo de zap com as mães e durante duas semanas de Abril agendei o máximo de famílias, visitei, fotografei e fiz o que tinha de tempo disponível para realizar a captura das imagens e começar a montar o material.



Como foram essas duas semanas: antes de sair para fotografar, expliquei como seriam essas fotos, pois as mães acreditavam que seria algo em algum parque, com produção etc. e eu quis ser o mais simples possível, fiel a uma foto documentação onde me interajo pouco para não influenciar o assunto a ser fotografado  boa parte das famílias moram em bairros mais simples, com casas e estruturas básicas para uma vida simples e muito amor e dedicação. Logo na primeira casa, ainda chovendo na manhã que saí de casa, encontrei uma jovem mãe cuidando de seu filho, entretendo, dando amor até o momento que ao dar remédio a criança teve uma reação que provocou vômito, não fotografei, abaixei a câmera e senti compaixão por eles nesse momento. Após limpeza feita, seguimos com mais algumas conversas, fotos, sorrisos e atenção com tudo que havia acontecido ao longo das fotos.


Feito, e embarcando para São Paulo SP, levei as fotos e notebook para continuar as edições deste trabalho e dos demais (casamentos, ensaios, empresarial...), acordava cedo para os congressos de fotografia qual fui participar: Fotologia ao vivo e Wedding Brasil 2019, voltava tarde e dava sequência nos trabalhos, pois descobri que já tinha fechado o primeiro local da exposição e eu tinha apenas 3 dias para enviar as fotos, o pessoal da Sislab imprimir e moldurar! Ou seja, praticamente não tinha tempo Rs, então fiquei até a madrugada fazendo isso, parte da manhã seguinte e mais um obstáculo: INTERNET!!!! Procurei uma padaria no caminho, levei notebook e ao tomar o café fui enviando as fotos e então segui pros eventos.


Ah! Antes que esqueça, durante tudo isso ainda dei entrevista via zap, ligação, e-mail etc, da forma que dava e acontecia rs.



Ao retornar de viajem e depois de mais alguns trabalhos, consegui fazer presente na exposição que aconteceu na Assembléia Legislativa de Mato Grosso, foram dois dias com um bom movimento, contato com as pessoas, conversas, outras entrevistas e valorização do movimento. Nosso primeiro local de exposição foi no Espaço Magnólia, que fica na rua 24 de outubro e tem a querida Creuza Medeiros, proprietária e gerente de todo processo para acontecer nosso primeiro passo.



Nosso Clipping dos materiais já publicados:

Jornal O Livre

Jornal Rd News

Jornal Olhar Direto

Jornal da ALMT     Galeria de fotos ALMT    Entrevista Vídeo